A Bíblia de Deus começou a ser escrita por iniciativa de Deus, com seu dedo em fogo na pedra das Tábuas da Lei, e entregues a Moisés, para a revelação dos propósitos e planos de Deus para todas as Nações, povos e línguas de toda a Terra.

Deus, o único Deus, é o autor da Bíblia e o seu primeiro escritor ao escrever os dez mandamentos na pedra com o fogo do seu dedo.


Moisés ordenado por Deus foi o escritor dos primeiros cinco Livros, conhecidos como o Pentateuco ou a Torah judaica. Moisés ensina e ordena as ordenanças de Deus para o povo ao longo dos quarenta anos da peregrinação do povo liberto do Egito à caminho da Terra prometida.
A primeira vez que Moisés ouviu a Deus foi quando viu um arbusto, que estava em fogo, mas que não se consumia, e ao se aproximar, ouviu a voz que vinha do fogo chamar por seu nome.
A partir de Moisés que não terminou o último capítulo do Livro do Deuteronômio, por sua morte, Deus o autor e primeiro escritor da Bíblia ordenou que Moisés preparasse a Josué para sucedê-lo, e dali por diante foram sendo escritos os restantes livros.


A Bíblia que Deus iniciou a escrever em fogo na pedra foi completada por cerca de quarenta homens escolhidos por Deus ao longo de menos de um mil e setecentos anos. A Bíblia é completa pelo Livro do Apocalipse escrito antes do ano 100 DC



A Bíblia Sagrada, são os Livros das Escrituras e Preceitos de Deus, os Livros da Lei; com a promessa do Messias, o Salvador, que seria enviado para a libertação do povo escolhido para testemunhar a Deus, mas que por seu coração duro de dura cerviz se tornaram escravos por várias vezes quando se afastavam do seu Deus e o traíam com os deuses do mundo. Esta libertação e salvação, foi dada por Jesus no seu Evangelho, a boa notícia da salvação pelo cumprimento dos planos de Deus e de toda a Lei, que nenhum ser humano cumpria,mas que Jesus cumpriu e pagou com sua morte e ida ao inferno pelas iniquidades e pecados de toda a humanidade. A Bíblia são os livros da mensagem pela Palavra de Deus, vivida por aqueles que os livros nomeiam como testemunhas e que são dirigidas para todos os povos de todas as Nações da Terra.
Está escrito , Jesus disse: Errais por não conhecerdes as escrituras e nem o Poder de Deus

Se não crêem em Deus, não crerão no que foi escrito a mando de Deus e nem no escrito pelo fogo do dedo de Deus.


Porém, mesmo quem afirma não crer em Deus se aproveita dos dez mandamentos principalmente buscando o benefício próprio e não a justiça de Deus. Quem afirma convictamente que Deus não existe e filosofa e cria doutrinas humanas e teorias sobre a vida e a existência humana mesmo assim exige a justiça de alguns mandamentos de Deus, principalmente nos que beneficiam a vida de quem não quer ser assassinado, roubado, enganado ou expoliado de seus bens.

Porém, se quem não crê em Deus refletisse apenas por um momento e se perguntasse: e se Deus existesse? ele mesmo não poderia dizer que existe e assim não se teriam mais dúvidas?
Você sabia que ele já disse que é Deus e que não há outro? e vem dizendo isto desde o princípio?

Se Deus existe como alguém poderia dizer : Deus existe, se não fosse o próprio Deus que o revelasse? Se Deus existe, porque não seria o próprio Deus que diria?:
"Eu sou Deus e não há outro".
"Eu sou Deus e não há outro".
Is 45.22 Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os confins da terra; porque eu sou Deus, e não há outro. Is 45.23 Por mim mesmo jurei; já saiu da minha boca a palavra de justiça, e não tornará atrás. Diante de mim se dobrará todo joelho, e jurará toda língua. Is 45.24 De mim se dirá: Tão somente no senhor há justiça e força. A ele virão, envergonhados, todos os que se irritarem contra ele. Is 45.25 Mas no Senhor será justificada e se gloriará toda a descendência de Israel.
A Bíblia, são os livros, que Deus mandou escrever para que todos os habitantes da Terra soubessem desde o princípio, que ele é o Senhor e não há outro. O próprio Deus disse: "Eu sou Deus e não há outro" Deus não falou em segredo
Deus não falou em segredo
Is 45.18 Porque assim diz o Senhor, que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a fez e a estabeleceu, não a criando para ser um caos, mas para ser habitada: Eu sou o Senhor e não há outro. Is 45.19 Não falei em segredo, nalgum lugar tenebroso da terra; não disse à descendência de Jacó: Buscai-me no caos; eu, o Senhor, falo a justiça, e proclamo o que é reto. Is 45.20 Congregai-vos, e vinde; chegai-vos juntos, os que escapastes das nações; nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira, e rogam a um deus que não pode salvar. Is 45.21 Anunciai e apresentai as razões: tomai conselho todos juntos. Quem mostrou isso desde a antigüidade? quem de há muito o anunciou? Porventura não sou eu, o Senhor? Pois não há outro Deus senão eu; Deus justo e Salvador não há além de mim.
, e Deus é o único que fala desde o princípio sobre o início e o fim de todas as coisas. Deus diz que não há desculpas por não crerem nele, são muitas as evidências e toda a incredulidade humana é o delírio da loucura pela maldade da vontade própria dos incrédulos.

Sobre a Bíblia e os planos de Deus, do princípio ao fim de tudo, escritos com as promessas de salvação para aqueles que amarem a Deus em verdade.

A Bíblia fala desde antes da existência de tudo, aquilo que Deus nos quer revelar acerca do princípio de tudo, mas há coisas encobertas ,que serão reveladas somente na sua presença.
A Bíblia fala da criação e do propósito de Deus de dar uma vida abundante para o ser humano, que criou no Paraíso. Pelos planos e propósitos da vontade do governo de Deus , o Paraíso foi o lugar do princípio da criatura de Deus, uma criatura espiritual com o livre arbítrio da sua alma num corpo tirado dos elementos da terra para servir a Deus e crescer diante de Deus e ser transformado até a mais alta posição, que é a de ser herdeiro de Deus, filho de Deus. Pelos planos e propósitos da vontade de Deus, desde antes da fundação do mundo, os Céus são o lugar do fim da criatura de Deus, que é transformada em filho de Deus, à semelhança do unigênito de Deus, que é o primogênito da nova criação. A nova criação só é acessível por meio de Jesus, o filho unigênito de Deus,que pagou pelos pecados e iniquidades de toda a humanidade. Os Céus são para os que seguirem a Jesus em verdade, na prática da verdade, porque só Jesus, foi a quem Deus enviou para salvar o mundo, perdido desde Adão e Eva.


Pela maldade de Adão, entrou o pecado no mundo e todos os descendentes de Adão nascem para morrer.

Adão pecou e por seu pecado entrou a morte no Paraíso porque a paga do pecado é a morte, que é a natureza de satanaz. A morte foi transmitida a toda a humanidade pela descendência da paternidade de Adão, porque Adão não se arrependeu da sua maldade e nunca mais tornou a falar com Deus. Nem depois da morte de Abel assassinado por Caim, quando Adão começou a receber de satanaz a paga do seu pecado, ele se arrependeu, ou clamou a Deus. A natureza humana, ou seja toda descendência de Adão, foi contaminada pelo pecado e toda a carne da natureza humana morre, porque a natureza de satanaz é a morte. Pela carne com seus desejos desenfreados, com as suas concupiscências, o ser humano foi corrompido por se afastar de Deus ao escolher o pecado proposto por satanaz.
A vontade da maldade de Adão foi escolher o mal, sem conhecer o mal e prevaleceu, porque sua escolha foi consciente e racional. Adão pela vontade do seu livre arbítrio escolheu desafiar a Deus comendo do fruto, porque acreditou na mentira de que Deus o estava enganando. O pecado de Adão foi maldade consciente, porque mesmo favorecido por Deus ao não conhecer o mal Adão escolheu o mal ao desafiar a Deus, que ordenou não comesse do fruto de apenas uma única árvore do Paraíso. Adão sabia que se comesse do fruto, certamente morreria. Adão pensou que Deus o enganava, porque acreditou na serpente e praticou o mal e agiu em maldade traindo a Deus por uma mentira. Assim a natureza, que Deus lhe deu foi corrompida e contaminou sua carne que foi transmitida a seus descendentes.


O pecado de Adão fez com que todos os seus descedentes nascessem para morrer, Deus não criou a morte, porque a morte humana vem do pecado como a separação de Deus.

A traição de Adão trouxe a divisão entre os seres humanos e o seu Deus Criador, que seguiram ao anjo pai da mentira e inimigo da raça humana. A marca do pecado, é a morte e todos os seres humanos nascem para morrer, porque a natureza de satanaz contaminou a Criação de Deus. Os desejos desenfreados, que levam ao pecado estão na carne, na natureza humana da criatura do paraíso corrompida, porque seguiu ao opositor de Deus e inimigo do ser humano.
Na sabedoria de Deus o pecado foi encerrado no corpo carnal, para a salvação da alma. A salvação é dada por Jesus, que pagou com a sua morte carnal por todos os pecados e iniquidades da humanidade, inocentando a todos os culpados das maldades destes pecados, e iniquidades.
Jesus veio para dar vida e aquele que crê em Jesus, em verdade, e o segue em verdade, recebe o novo nascimento e passa da morte para vida, este é o milagre da salvação.


Deus não é um delírio do pensamento humano

Deus não é o fruto da revelação do pensamento de um ser humano, nem um delírio de uma obra de autoria humana. A Bíblia foi escrita ao longo de menos de um mil e setecentos anos por aproximadamente quarenta escritores,que viveram na sua maioria em épocas diferentes uns dos outros e alguns poucos se conheceram. A Bíblia teve poucos escritores, mas milhares de escribas copistas e apenas um autor, que é aquele, que se revela e diz: "Eu sou Deus e não há outro". Mesmo com toda a ingerência humana de erros em enganos, por que pensam que a Bíblia não é legitima autoria de Deus? Acaso Deus, que mandou escrever, seria incapaz de manter intacto ao longo da história o que mandou comunicar? acaso Deus, sendo Deus, não poderia comunicar por escrito a todos os habitantes da Terra a vontade do seu governo e as suas promessas para todos aqueles que o obedecerem? Acaso os escritos de Deus não seriam escritos nos livros que mandou escrever e ainda mais com os sinais de milagres e maravilhas para que não duvidassem? Acaso nestes livros não estão contidas em abundância todas as suas promessas e todos os seus estatutos e preceitos da sua vontade para que a humanidade o obedeça e seja salva? Acaso Deus não fala a todas as consciências de suas criaturas sobre o pecado, a justiça e o juízo para que busquem ao que é certo e justo?
Deus não é Deus de confusão, mas de governo, a confusão e a maldade estão na desobediência do que manda o Deus da justiça.


No fim de todas as coisas cada um dará conta de si a Deus,

No fim de todas as coisas, quando o juízo de Deus chegar pois há muito tempo já foi anunciado e quando menos esperarem, no último dia cada um dará conta de si a Deus. Na prestação de contas,nada ficará oculto, tudo será revelado, até a menor das intenções e pensamentos do coração de cada um. Todos, e cada um, dirá o que fez com o que ordenou Deus, na sua Bíblia e não pelo que o pensamento humano com suas filosofias e doutrinas diz ser o certo. Deus Senhor e Criador é que anuncia o que é certo. O pensamento e a vontade humana da sua carne, foram corrompidas pela natureza do inimigo do ser humano, o diabo e satanaz, que paga com a morte aqueles que o servem. Servir ao pecado é servir ao inimigo da alma humana e servir ao mal é não querer e desprezar ao Deus que salva, Jesus.


Desde o nascimento do primeiro filho de Adão e Eva, o Senhor procura por toda a Terra olhando o coração- a alma , a mente ou o pensamento, de cada habitante da Terra.

Antes da Lei escrita, mas pela lei da consciência, desde Adão até Noé o ser humano só fazia e pensava o mal. Alguns poucos, como Abel e Enoque, agradaram a Deus. Quando já eram muitos os descendentes de Adão, sobre a Terra, e maior ainda eram as maldades dos seus pensamentos com suas práticas de vida e tão grande era o mal, que o Senhor Deus se arrependeu de ter criado a humanidade. O arrependimento de Deus, pela maldade humana, fez acender a sua ira contra o mal, porque o mal não pode subsistir diante de Deus, que é bom. Para aniquilar o mal, Deus e Senhor, executou o juízo da sua Justiça. O Senhor Deus procurou com sua misericórdia por toda a Terra alguém que fosse justo e encontrou a Noé um homem justo diante de Deus, porque Noé ouviu e obedeceu. Este ouvir e obedecer a Deus é que lhe foi imputado por Justiça. O Deus da Criação para a salvação da obra das suas mãos, corrompida pelo pecado, pelo juízo justo do Deus de Justiça, executou o juízo da sua ira pela retribuição a todo o mal praticado e destruiu todo o ser vivo na Terra com o dilúvio, à exceção dos separados por Deus na arca, no ar e nas águas. De Noé veio uma nova humanidade, até que em Sodoma e Gomorra por serem tantos os pensamentos e as maldades dos seus habitantes, que novamente se acendeu em Deus o juízo de aniquilação do mal pela Justiça do Deus de Justça.

Cada vez mais se corrompia o ser humano e o Senhor Deus planejou escolher para si mesmo um povo para dar o seu testemunho em toda a Terra.

Cada vez mais se corrompia o ser humano, que cada vez mais caía diante de Deus. Pelos planos do seu governo, para a salvação da sua criatura o Senhor Deus, que procurava por toda a Terra os justos e não havia mais um justo, planejou tomar para si um povo. O Senhor passou a escolher ao longo do tempo algumas de suas criaturas para as eleger, como o seu povo. Este povo de Deus, e os seus descendentes dariam testemunho para todas as Nações e todos os povos de que há um só Deus. Para que assim toda a Terra fosse alcançada pelos testemunhos deste povo e viessem até a cidade deste povo para adorar a este seu Deus. Porém o coração duro do ser humano e sua infidelidade se opõe aos planos de Deus. Nenhum ser humano cumpriu a Lei que Deus promulgou por seus estatutos e preceitos e tudo se perdeu, estavam todos perdidos e separados de Deus e condenados pela Lei e não havia um inocente, nenhum justo em toda a Terra.


Deus procurou por toda a Terra e não mais havia um inocente ou um ser humano que fosse justo diante do Senhor

Ao tempo anterior ao nascimento de Jesus quando Herodes empreendia a construção do Templo, tudo estava perdido e não havia mais um justo, um inocente sequer em toda a humanidade.
Tudo estava perdido pelos pecados das criaturas de Deus e por seus estatutos só restava novamente ao Senhor Deus apenas a execução do juízo da ira do Deus de Justiça pela retribuição por todo o mal praticado por todos os seres humanos. Então como esta escrito nos seus estatutos que somente Deus é o vingador de todo o mal em Justiça e Deus disse : "minha é a vingança" e somente o Deus de Justiça poderia executar o juízo da sua ira contra todas as iniquidades e contra toda a maldade dos pecados e iniquidades de todos os pecadores, que não cessavam de pensar e praticar todo a maldade de seus corações. A vingança de Deus foi retribuir ao mal e a todo o mal praticado por toda a humandade com a sua Justiça ,seu amor e a sua misericórdia.


Deus vingou todo o mal e o pecado da humanidade, conforme seus estatutos, contra seu filho Jesus, o Cordeiro de Deus, puro e imaculado.

Quando o Senhor Deus pediu a Abraão que sacrificasse a Isaac , o filho que Deus lhe prometera, o filho da promessa Abraão não o negou, mas Deus o poupou e sinalizou que não pouparia a Jesus, o seu único filho do sacrifício pelo pecado da humanidade. Deus executou o juízo contra o pecado da humanidade com a sua justiça e enviou conforme estava escrito ao seu único filho Jesus, o Messias, o Salvador, o Cristo de Deus para morrer feito pecado e pecador, crucificado pela morte em desonra e pela maldição da cruz, ao tempo da sua morte. Este foi o juízo de Deus: sacrificar ao seu único filho, o unigênito Jesus, o Verbo de Deus, enviado como um homem mortal para carregar sobre si todo o castigo pelo pecado de toda a humanidade. Jesus foi abandonado e afastado de Deus como o pecado e levado ao inferno como pecador pelo diabo, o satanaz, que julgou-se vencedor. Porém Jesus feito pecado por Deus, e feito o pecado de toda a humanidade não tinha pecado e não podia ser retido no inferno. Como o inferno é o lugar da separação de Deus pelo pecado, e Jesus não tinha pecado, Deus enviou o seu Espírito, que ressuscitou a Jesus como o primogênito da nova criação. Assim será também com todo aquele que crer e confessar em público o Senhorio de Jesus, que o Pai enviou para salvar ao que estava perdido. Ninguém pode se salvar por qualquer obra ou merececimento próprio, a salvação vem do Deus da salvação o único Deus que é Senhor e Deus que salva. O nome Jesus na sua lingua tem o significado de Deus que salva.
Jesus venceu ao diabo, ao inferno e a morte e de satanaz tomou as chaves ( significado de poder e senhorio), porque feito pecado por Deus no lugar de toda a humanidade foi levado pelo diabo ao inferno, mas nele não havia pecado e o Espírito de Deus o ressuscitou do inferno.
Aquele que crê em Jesus em verdade é quem o aceita e passa a seguí-lo como o seu salvador, com o testemunho verdadeiro de fazer o que manda o seu Senhor. Todo aquele que em verdade crê em Jesus em verdade, nunca verá a morte e mesmo que esteja morto, viverá.

Não há desculpas por ignorar o que está escrito na Bíblia. Medite sobre o que está escrito, não queira saber pelo que se ouve dizer, porque Deus fala por sua Palavra, individualmente a cada um que o quer ouvir. O único intermediário entre Deus e os seres humanos é o Deus que salva, Jesus o Cristo de Deus, o Verbo Divino, a Palavra de Deus feita carne como o homem Jesus, nascido da Virgem como um sinal de ser enviado de Deus.

Está escrito em Is 45.18-25

Is 45.18 Porque assim diz o Senhor, que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a fez e a estabeleceu, não a criando para ser um caos, mas para ser habitada: Eu sou o Senhor e não há outro.
Is 45.19 Não falei em segredo, nalgum lugar tenebroso da terra; não disse à descendência de Jacó: Buscai-me no caos; eu, o Senhor, falo a justiça, e proclamo o que é reto.
Is 45.20 Congregai-vos, e vinde; chegai-vos juntos, os que escapastes das nações; nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira, e rogam a um deus que não pode salvar.
Is 45.21 Anunciai e apresentai as razões: tomai conselho todos juntos. Quem mostrou isso desde a antigüidade? quem de há muito o anunciou? Porventura não sou eu, o Senhor? Pois não há outro Deus senão eu; Deus justo e Salvador não há além de mim.

·DEUS CHAMA AS NAÇÕES

Is 45.22 Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os confins da terra; porque eu sou Deus, e não há outro.
Is 45.23 Por mim mesmo jurei; já saiu da minha boca a palavra de justiça, e não tornará atrás. Diante de mim se dobrará todo joelho, e jurará toda língua.
Is 45.24 De mim se dirá: Tão somente no senhor há justiça e força. A ele virão, envergonhados, todos os que se irritarem contra ele.
Is 45.25 Mas no Senhor será justificada e se gloriará toda a descendência de Israel.

Quem é a descendência de Israel?

A descendência de Israel são os herdeiros das promessas de Deus feitas a Abraão, a Isaac seu filho e a Jacó filho de Isaac. Deus mudou o nome de Jacó, que contendeu com Deus por suas bençãos, e deu-lhe o nome de Israel. Os filhos de Jacó, feito Israel por Deus constituiram-se nas doze tribos de Israel e no povo de Deus, o povo Israelita. Porém com todas as promessas o povo Israelita com o seu duro coração, se dividiu e das doze tribos restaram a tribo de Judá e Benjamim. Assim depois da destruição de Samaria e das dez tribos, Israel se tornou no povo Judeu.
A descendência de IsraelA descendência de IsraelIs 41.8 Mas tu, ó Israel, servo meu, tu Jacó, a quem escolhi, descendência de Abraão, Is 41.9 tomei desde os confins da terra, e te chamei desde os seus cantos, e te disse: Tu és o meu servo, a ti te escolhi e não te rejeitei; Is 41.10 não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça. Is 41.11 Eis que envergonhados e confundidos serão todos os que se irritam contra ti; tornar-se-ão em nada; e os que contenderem contigo perecerão. Is 41.12 Quanto aos que pelejam contigo, buscá-los-ás, mas não os acharás; e os que guerreiam contigo tornar-se-ão em nada e perecerão. Is 41.13 Porque eu, o Senhor teu Deus, te seguro pela tua mão direita, e te digo: Não temas; eu te ajudarei. Is 41.14 Não temas, ó bichinho de Jacó, nem vós, povozinho de Israel; eu te ajudo, diz o Senhor, e o teu redentor é o Santo de Israel. Is 41.15 Eis que farei de ti um trilho novo, que tem dentes agudos; os montes trilharás e os moerás, e os outeiros tornarás como a pragana. Is 41.16 Tu os padejarás e o vento os levará, e o redemoinho os espalhará; e tu te alegrarás no Senhor e te gloriarás no Santo de Israel. Is 41.17 Os pobres e necessitados buscam água, e não há, e a sua língua se seca de sede; mas eu o Senhor os ouvirei, eu o Deus de Israel não os desampararei. Is 41.18 Abrirei rios nos altos desnudados, e fontes no meio dos vales; tornarei o deserto num lago d'água, e a terra seca em mananciais. Is 41.19 Plantarei no deserto o cedro, a acácia, a murta, e a oliveira; e porei no ermo juntamente a faia, o olmeiro e o buxo; Is 41.20 para que todos vejam, e saibam, e considerem, e juntamente entendam que a mão do Senhor fez isso, e o Santo de Israel o criou. Is 41.21 Apresentai a vossa demanda, diz o Senhor; trazei as vossas firmes razões, diz o Rei de Jacó. Is 41.22 Tragam-nas, e assim nos anunciem o que há de acontecer; anunciai-nos as coisas passadas, quais são, para que as consideremos, e saibamos o fim delas; ou mostrai-nos coisas vindouras. Is 41.23 Anunciai-nos as coisas que ainda hão de vir, para que saibamos que sois deuses; fazei bem, ou fazei mal, para que nos assombremos, e fiquemos atemorizados. Is 41.24 Eis que vindes do nada, e a vossa obra do que nada é; abominação é quem vos escolhe..
se tornou nas tribos de Judá, de onde provém o nome Judeu, e Benjamim. Contudo ainda o povo Judeu seguia o caminho obstinado dos seus duros corações e por tanto pecar contra Deus foram levados cativos para a Babilônia e o Templo de Jerusalém foi destruído por seus inimigos. Por quase quatrocentos anos o povo Judeu não teve mais o seu Templo, até que Herodes iniciou a edificação, que durou cerca de quarenta anos e se completou até perto da época do nascimento de Jesus. Tudo estava perdido Herodes era um político e dominador e da destruição do Templo pelos Babilônios até a construção do Templo por Herodes, não mais se tinham os Profetas de Deus, como antes. Porém surge aquele que pregava no deserto, o Elias que havia de vir, e se alimentava com mel silvestre e gafanhotos e dormia em cavernas e se vestia de peles de animais e pregava no deserto o arrependimento dos pecados e batizava com água anunciando que vinha aquele, que Deus prometera para salvar a Israel, o Messias prometido.
Jesus é anunciado por João Batista como o filho de Deus, o Messias esperado. Jesus opera milagres e maravilhas em sinal de ser enviado do Pai, que veio para os seus, porém os seus não o receberam.
Jesus o Messias foi anunciado por Deus pelos seus profetas, como a semente de Abraão. Jesus foi enviado por Deus para os Judeus, que são os descendentes de Abraão e os filhos da promessa pela carne dos descendentes de Isaac e Jacó, feito por Deus Israel.
Jesus que veio para os seus não foi recebido e pela negação dos Judeus em não receber Jesus como o Messias, os planos de Deus pela vontade da sua soberania fizeram aos gentios, os que não são Judeus, virem a ser feitos descendência de Abraão pela fé em Jesus, a semente de Abraão, Jesus o Deus que salva.
Por Jesus, que é o descendente e a semente de Abraão todas as nações da Terra são abençoadas. Todos os gentios, que são os não Judeus, se tornam pela fé em Jesus, descendência de Israel.


Free Visitor Maps at VisitorMap.org
Get a FREE visitor map for your site!
 
Creative Commons Attribution 2.5 License Design by BCAT from free website templates.